Jeová Nissi, O Senhor é a minha bandeira

Jeová Nissi, O Senhor é a minha bandeira


O Eu Sou me enviou a vós - Êxodo 3.14

Quero começar a série chamada o Eu Sou, meu objetivo é lhe esclarecer um pouco mais de quem é Deus, o nosso Pai!

O contexto cultural que estamos inseridos vêm se transformando, com essas mudanças houve impacto na interpretação do que seria a verdade. Hoje á quem diga que a verdade é relativa, com isso a verdade passa a se adaptar a cada contexto étnico e a cada grupo social, hoje cada um vive a própria verdade.

Dentro disto, podemos perceber que o ser chamado Deus adquiriu várias definições e é visto de formas diferentes. Existe a crença que tudo é Deus, ou seja, a arvore é Deus, os pássaros são Deus e por aí vai.  Ainda existe aqueles que acreditam que Deus se resume a um sentimento, por exemplo, o amor. Mas, para nós Deus é nosso Pai e esta verdade é absoluta e concreta, Mateus 7 nos faz entender isto.

Pela bíblia vamos identificar algumas expressões que podem definir o Deus que nós servimos, porque além Dele se apresentar como nosso Pai, Ele também pode suprir todas as nossas necessidades. Cada semana vamos apresentar uma expressão e vamos meditar nela.

Em Êxodo 17.15 veremos a seguinte expressão: "O Senhor é a minha bandeira", em hebraico podemos dizer Jeová Nissi.

Esta expressão foi dita por Moisés quando o povo de Israel vence os amalequitas, depois da batalha Moisés ergue um altar e declara Jeová Nissi, esclarecendo a liderança de Deus que garante a vitória.

Existe uma comparação popular que todos conhecem, é sobre ser um líder ou ser um chefe. Geralmente as pessoas definem um chefe "como aquele que diz vai", e um líder costumamos definir "como aquele que diz vamos". Isso deixa claro o que Moisés queria dizer sobre Deus ser o nosso líder. Quando estamos em uma batalha liderada pelo nosso Pai, nunca estamos sozinhos. Isso fica mais evidente quando vemos a vida de Gideão. Outro episódio é quando vemos Deus dizendo a Israel para marchar, pois naquela ocasião Deus iria batalhar pelo povo contra Faraó.

A liderança de Deus não restringe apenas em oferecer vitória, a liderança do Pai vai ficar mais evidente em Jesus Cristo. No Novo Testamento veremos uma liderança que gera discípulos, além de garantir vitórias, o nosso Pai se preocupa em mudar nossa forma de pensar, Ele se preocupa em mudar nosso interior. Então, veremos em Cristo um estilo diferente de liderança, Jesus faz a seleção de 12 pessoas que iriam espalhar o evangelho por toda parte, o treinamento dura 3 anos, isso foi suficiente para uma mentoria completa, pois o objetivo de Deus é fazer com que pensamos igualmente a Ele.

Nos últimos anos vemos ficar em destaque a busca por um mentor. A atividade de um mentor é transferir para o mentoriado toda sua forma de pensar, e a partir disso, o mentoriado viverá conforme seu mentor. Claramente vemos Jesus fazendo isso com seus discípulos, e isso não se restringiu a penas aquela época, Cristo ainda continua transferindo sua mentalidade para aqueles que aceitam a Ele como Salvador.

Em 1 Coríntios 2.16, paulo diz: "Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo". Que forte este texto! Isso também tem tudo a ver com Romanos 12, onde Paulo nos aconselha a viver em renovação de entendimento, esse processo acontece com a leitura diária da palavra de Deus.

Então podemos entender que quando somos liderados por Deus, temos a garantia de vitória, vimos ainda que Deus não está preocupado somente com resultados exteriores, mas, Ele busca mudar nosso interior para que venhamos adquirir a mente de Cristo, e assim viver como Ele viveu!

O Senhor é a nossa bandeira!

Veja também:
Como ter paz com Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A obediência a Deus

Significado de Jeová Tsidkenu

Como entender os propósitos de Deus