Dons para edificação da Igreja - Parte II

Dons para edificação da Igreja


Vamos dar continuidade ao artigo anterior.

Dom de Contribuição

No mundo em que estamos inseridos é notável que para tudo é preciso ter gasto financeiro, estas cédulas giram as economias do mundo. Este Dom está ligado diretamente com tudo que pode ser doado como, alimentos, roupas, dinheiro e por aí vai.

Pessoas com este Dom demonstram espírito voluntario e tem prazer em contribuir, apresentam uma característica reservada, não gostam de demonstrar que estão ajudando. O risco de ser contribuinte é achar que você se sobressai das outras pessoas, nós devemos ter cuidado com isso pois além de nós, há muitas pessoas que ajudam a sustentar a obra de Deus.

A igreja precisa atingir o mundo de todas as formas possíveis de comunicação, através da televisão, rádio, creches, com missionários, eventos, internet e por aí vai. Para tudo isso exige gasto e é neste contexto que entra as pessoas com o Dom de Contribuição. Além de tudo isso as igrejas cobrem gastos com pastores de tempo integral que se tornam administradores de uma igreja filial, Paulo quando escreve aos Corintios incentiva esta igreja há contribuir com alimentação, moradia e salário, a bíblia ainda complementa este assunto dizendo que o trabalhador é digno do seu salário.

Talvez surja a pergunta, será que Jesus precisou de auxílio financeiro? A resposta é sim. A bíblia em Lucas 8.1-3 diz: “Depois disso Jesus ia passando pelas cidades e povoados proclamando as boas novas do Reino de Deus. Os Doze estavam com ele, e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e doenças: Maria, chamada Madalena, de quem haviam saído sete demônios; Joana, mulher de Cuza, administrador da casa de Herodes; Susana e muitas outras. Essas mulheres ajudavam a sustentá-los com os seus bens”. Jesus precisou de auxílio financeiro para dar continuidade ao seu ministério, e esta ajuda veio através de mulheres que voluntariamente decidiram sustentar o ministério de Jesus com os seus bens.

E hoje não é diferente, a igreja precisa de pessoas com coração voluntario para contribuírem. Busque este Dom, Deus espera que você através das bênçãos que ELE proporciona demonstre interesse em contribui para o crescimento do seu Reino. Se veja dentro do plano para alcançar pessoas, através de uma contribuição simples e sincera você pode fazer com que a igreja cresça e o evangelho seja espalhado.

Dom de Liderança

O líder consegue identificar necessidades que precisam serem supridas. Através da liderança pode se chegar ao sucesso ou ao fracasso.

O líder é visto como espelho e exemplo para as outras pessoas, o verdadeiro líder sabe identificar as necessidades de seus liderados, consegue visualizar riscos e oportunidades para o bom andamento dos projetos.

A pessoa que possui este Dom, precisa ter sabedoria para lidar com diferentes personalidades e conhecimento para direcionar cada pessoa a área de trabalho ideal, vamos entender hoje a importância de se ter um líder!

Paulo orienta o líder ter muito CUIDADO. Quando ele concede este conselho é porque o indivíduo está muito exposto a críticas e a olhares, sendo assim, todas as decisões tomadas podem gerar vida ou morte; ao mesmo tempo que é gratificante, se torna também uma grande responsabilidade. Analisando as escrituras vamos perceber que o líder é capaz de desencadear acontecimentos grandes. Vamos lá!!!?

Moisés era visto pelo o povo como HOMEM DE DEUS, este é o primeiro quesito para alguém que almeja tal posição, as pessoas devem enxergar que VOCÊ é uma pessoa que possui INTIMIDADE com Deus.

Depois compreendemos que o líder é capaz de descobrir POTENCIAIS, todo homem ou mulher que possui tal posição deve sempre preparar alguém para um dia assumir o posto e dar continuidade a visão, no caso de Moisés ele trouxe para perto Josué um homem que experimentou grandes providencias de Deus para o povo de Israel.

Dentro deste contexto não podemos esquecer de forma alguma um homem chamado José, este se tornou um governador no Egito e foi capaz de tirar esta terra e as demais de uma grande CRISE, então começo a perceber que através do líder não existe CRISE entre os liderados e podemos ir mais além, dizendo que o povo não passa FOME.

Poderíamos citar vários outros, mais vamos falar sobre o maior líder da história, ele chama Jesus. Com ele aprendo que o verdadeiro líder é capaz de influenciar uma geração ao ponto de os indivíduos deixarem seus afazeres para compartilhar a VISÃO.

Sendo assim percebemos a importância de um líder, aprendemos que precisamos de alguém que tenha responsabilidade em seus atos, um ponto primordial é que as pessoas devem olhar e reconhecer que o líder é um homem de Deus. Também percebemos que o líder é capaz de identificar verdadeiros potenciais, e ainda vimos que um líder faz com que seus liderados não tenham fome e não estejam em crises.

Dom de Misericórdia

Para se viver em comunidade ou sociedade é imprescindível o Dom de Misericórdia.

É sempre bom realizar as coisas com alegria, isso nos traz entendimento que não é tão fácil exercer este Dom. Misericórdia é a junção de duas palavras em latim: miseratio (compaixão) + cordis (coração). Assim pode-se entender literalmente misericórdia, como "coração compadecido". Ter misericórdia é saber entender e agir conforme a necessidade do outro, estamos em um tempo em que as pessoas são egoístas o bastante para fazer qualquer coisa pela sua própria necessidade.
Sempre falo que o cristianismo não é uma religião, mas é adquirir um estilo de vida. Viver em comunidade é saber que não existe apenas as suas necessidades, é saber calçar o sapato do outro, ter empatia o suficiente para entender a situação.

Jesus nos ensina isso ao longo do seu ministério, a cada milagre que ELE realizava podemos perceber quanta empatia Cristo demostrava para cada pessoa. Em uma parábola Jesus consegue nos explicar muito bem o que é misericórdia, eu acho que você deve conhece-la: é a história do bom samaritano, naquela época havia uma rivalidade entre os Samaritanos e os Israelitas, a parábola é perfeita para explicar a situação dos líderes religiosos de Israel. Jesus cita um homem que foi assaltado e está muito ferido no caminho e um detalhe, este homem era israelita. Ao passar um sumo sacerdote de Israel e prestar atenção no estado do homem que estava caído, ele ignora completamente e passa sem prestar nenhuma ajuda. Ai que entra a parte mais interessante da história, a pessoa que ajuda aquele homem que estava machucado é chamado de o "Bom Samaritano", naquele dia Jesus deu uma bela lição de moral nos líderes religiosos. Misericórdia não é exercida com falácias, ela é demostrada através de ações. Lembre-se que os Samaritanos e os Israelitas tinham diferenças, quando o Samaritano ajuda aquele Israelita Jesus ensinou que apesar das diferenças devemos entender a necessidade do outro.
Somos totalmente diferentes uns dos outros. Praticar misericórdia é fazer com alegria, e de alguma forma é sentir a necessidade do outro ao ponto de se colocar no lugar e sentir a dor. A empatia é essencial para exercer misericórdia.

O Dom de Amar

Todos os dons demonstrados em Romanos 12 servem como ferramentas ministeriais para a edificação do corpo de Cristo, mas o dom de amar é imprescindível para a sustentação dos demais dons.

É interessante a mensagem que Paulo traz as nossas vidas através desta pequena frase. Existe três formas de amar, um deles se é chamado de Philos, este é o amor fraternal, ele é demonstrado quando existe benefício para as duas partes envolvidas. Também existe o amor Eros, que está ligado ao desejo sexual. E por fim existe o amor Ágape, é dele que vamos comentar.

Paulo fala em 1 Co 13 que não adianta realizarmos algo sem amar. Tudo que o ser humano faz sem este sentimento pode-se concluir que este indivíduo é infeliz. Preste atenção o que Paulo nos ensina, nos manuscritos do Novo Testamento a palavra apresentada no texto que inicia este artigo se chama Ágape. Paulo não está se referindo ao Amor Philos, pois o mesmo só existe quando as duas partes são beneficiadas, nem tão pouco ele fala do Amor Eros, pois este existe apenas para desejos. Mas a palavra usada para definir amor no texto de de Romanos 12.9 é Ágape, é o amor com que Deus nos ama.

O primeiro ponto é que este Amor é incondicional e voluntário, este termo também indica afeição, ou seja, este amor denota grande afinidade como referência a grupos familiares e amigos mais íntimos. Esta palavra pode ser usada para definir o Evangelho, viver em comunhão e unidade exige que amemos uns aos outros não por força, mas por voluntariado. O desejo de Deus é ver sua igreja amando voluntariamente assim como ele nos Amou ao dar o seu filho, preste atenção que para Deus não havia benefícios, ele não iria ganhar nada nos amando, mas ele decidiu ser voluntário por uma causa que não era Dele.

Quando Jesus estava ensinado no Sermão da Montanha ele disse: "amarás (ágape) teu irmão e odiarás teu inimigo, mas eu vos digo: amai (ágape) vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam, e orai por aqueles que vos perseguem e maltratam, pois deste modo sereis filhos de vosso Pai nos céus, aquele que faz com que o sol se levante sobre o mau e sobre o bom, e faz chover sobre o justo e sobre o injusto. Se amais apenas aqueles que vos amam, que recompensa tereis?". Olha que magnífico, amar quem nos ama é fácil, quero ver amarmos a quem nos condena, nos maltrata e nos pisa. O segredo do Evangelho não está em frequentar a igreja, a vida cristã é uma cultura e quando você demonstra o costume celestial, você é capaz de amar até a pessoa que lhe causa mal, isso se dá pelo fato da sua visão sofrer uma alteração; ao você olhar alguém necessitado, o que você enxergara é o seu EU antigo antes de ser alcançado por Deus, neste momento você lembrara quando estava na mesma situação e Deus lhe estendeu a mão, e lhe amou primeiro. Então você vai querer que esta pessoa seja amada na mesma medida que você foi amado.

O Amor não fingido é quando nos tornamos voluntários para amar alguém na mesma medida que fomos amados por Deus. encerro esta série com as palavras de  Thomas Jay Oord onde ele definiu o ágape como: "uma resposta intencional para promover o bem-estar em resposta a quem gerou um mal-estar."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A obediência a Deus

Significado de Jeová Tsidkenu

Como entender os propósitos de Deus