O encontro de Jesus com a mulher samaritana

O encontro de Jesus com a mulher samaritana

Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
João 4:23

Esta passagem bíblica se torna um dos encontros mais esclarecedores sobre adoração e graça. Você sabe que os judeus e os samaritanos não se davam tão bem, mas Jesus quebra este paradigma e nos revela uma das maiores verdades sobre adoração.

Adorar é cultuar e reconhecer quem somos diante do Pai, assim também, é reconhecer a grandeza e bondade do nosso Pai celestial. Adorar é admiração, só se tem admiração por alguém, quando este alguém se torna modelo, adorar é reconhecer que o Pai é o nosso maior modelo, é alguém que podemos olhar e dizer: "Eu quero me parecer com ele".

Neste encontro de Jesus com a mulher samaritana, a maior dúvida é resolvida. Para os Judeus o ponto de adoração era em Jerusalém, para os samaritanos era no monte, sempre aquela mesma história de colocar Deus em uma caixinha e criar nossas próprias crenças a respeito dele. Pois bem, quando ela lança este argumento, Jesus diz: "Que chegaria o momento em que adoração ao pai não seria apenas no monte ou em jerusalém". Isso é extraordinário, Jesus está dizendo que em qualquer lugar poderemos adorar e nos relacionar com o Pai, o véu se rasgou e hoje temos acesso livre.

Uma vida sem adoração, significa que não há relacionamento nem admiração. Sem adoração não conseguimos ser parecidos com o Pai, para se parecer com ele e viver dentro da sua perspectiva é necessário chegar mais perto. Não perca a oportunidade, chegue mais perto de Deus hoje.

Veja também:

O amor de Deus dura para sempre

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A obediência a Deus

Como entender os propósitos de Deus

O que é vida cristã